NEOJIBA LEVA MENSAGEM DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL PARA A SPFW

Na São Paulo Fashion Week, o programa será representado pela formação musical do projeto Orquestra Plástica, que desenvolve instrumentos a partir do cano PVC e tem patrocínio da Braskem e do Governo da Bahia

 

A São Paulo Fashion Week N41 conhecerá um programa que há nove anos transforma vidas de crianças, adolescentes e jovens na Bahia: o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), representado pela Orquestra Plástica (orquestraplastica.org), que fará a trilha sonora do desfile do estilista João Pimenta nesta quinta-feira, 28 de abril.

 

Fruto de projeto que articula, por meio da música, os campos da sustentabilidade e da inclusão socioprodutiva e que conta com patrocínio da Braskem e do Governo da Bahia, a formação é composta por violinos, violas e percussão produzidos no Atelier de Lutheria de Plástico do NEOJIBA, a partir de canos de PVC, e outros instrumentos também de plástico, como trombone, flauta e clarineta.

 

Marcos Vinícius e Ezequiel Oliveira, nos violinos, Ícaro Silva e Israel Oliveira, nas violas, Paola Guimarães, na percussão, Daniel Sales, na clarineta, Thauan Santana, no trombone, e Adriel Auri, na flauta, formam a Orquestra Plástica, que se apresenta sob a regência de Marcos Rangel. “Ano passado esses jovens estiveram em turnê pelo Nordeste com a Orquestra Castro Alves, outra formação musical do NEOJIBA, e agora embarcam para a primeira apresentação em São Paulo. Com certeza será uma experiência enriquecedora para todos eles”, afirma o maestro.

 

Durante o desfile, a Orquestra Plástica vai interagir com o DJ Max Blum. O repertório traz desde Johannes Brahms, compositor erudito do século 19, até uma versão instrumental para “Berimbau”, canção de Vinícius de Moraes e Baden Powell. “Sair do lugar comum em busca do novo é a proposta que temos com nosso trabalho. Quando ouvi a orquestra do NEOJIBA, com os instrumentos feitos de plástico, tive a certeza que esse difícil caminho do novo é possível.”, afirmou o estilista João Pimenta.

 

NEOJIBA tocando vidas

Desde 2007, quando foi fundado pelo maestro e pianista Ricardo Castro, o NEOJIBA busca promover o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletiva. A partir do lema “Aprende quem ensina”, o programa prioritário do Governo da Bahia forma mestres-aprendizes responsáveis pela multiplicação da mensagem da música como ferramenta de transformação social.

 

O violista da Orquestra Plástica Israel Oliveira é um exemplo da multiplicação do NEOJIBA. O jovem músico iniciou a trajetória em Jacobina, sua cidade natal, a 330km de Salvador. Ele fez parte do projeto Arte de Tocar, que recebe apoio pedagógico do NEOJIBA. Foi por incentivo de uma multiplicadora que Israel deixou o violino e passou a dedicar-se à viola. “Eu comecei com violino e depois de dois anos passei para a viola através do incentivo da professora do NEOJIBA Geisa Santos, que sempre dava aulas no Arte de Tocar”, conta o violista.

 

Depois de dois anos estudando sem professor, Israel foi novamente incentivado por Geisa a participar da audição para o NEOJIBA e se mudar para Salvador. “Desde quando eu comecei no violino, eu sabia que música era o que eu queria para toda a vida. O NEOJIBA é uma grande porta de entrada para realização desse sonho. Meu intuito de estar no programa é me capacitar. Eu acho que essa experiência pode me ajudar a realizar meus planos”, afirma.

 

O violista tem a trajetória de Geisa Santos, multiplicadora que o incentivou a se dedicar ao instrumento, como exemplo. Hoje ela é musicista na Alemanha e já passou pela Academia da Orquestra Filarmônica de Berlim, uma das principais instituições de música no mundo. “Eu tenho Geisa como inspiração, espelho. Ela é um grande exemplo a ser seguido, porque começou assim como eu. Isso me mostra que é possível superar qualquer limite”, afirma Israel com esperança.

 

Programa NEOJIBA

Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) tem por objetivo promover o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletiva. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (Justiça Social) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.

 

MAIS INFORMAÇÕES

 

Marcelo Argôlo
Analista de Comunicação

Instituto de Ação Social pela Música - IASPM
Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia - NEOJIBA
Telefone: (71) 3032 1073 ou 3032 1093 (Ramal 27)
Celular: (71) 9 9327 0028
marceloargolo@neojiba.org
www.neojiba.org

www.orquestraplastica.org

 

 

 

 

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

  • YouTube - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Facebook - White Circle