NEOJIBA INAUGURA ATELIER PARA CONSTRUÇÃO

DE INSTRUMENTOS SINFÔNICOS DE PLÁSTICO EM SIMÕES FILHO

Iniciativa faz parte da segunda etapa de implantação do projeto Orquestra Plástica

 

O Atelier de Lutheria de Plástico do NEOJIBA será inaugurado dia 12 de novembro (quinta-feira), às 10h, no CESA (Centro Educacional Santo Antônio) – núcleo de educação das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador. A oficina irá acolher parte das ações previstas na segunda etapa do Orquestra Plástica do NEOJIBA; projeto que articula, por meio da música, os campos da sustentabilidade e da inclusão socioprodutiva e que conta com patrocínio da Braskem e do Governo do Estado, através do Programa Fazcultura.

 

O Atelier em Simões Filho irá integrar as atividades de formação musical do Núcleo de Prática Orquestral e Coral (NPO) do NEOJIBA, realizadas em parceria com as Obras Sociais Irmã Dulce. Com a inauguração deste espaço, o projeto Orquestra Plástica terá dois ateliers em operação no interior do Estado. O segundo funciona em Angical, onde vive o músico Natan Paes, que em 2010 apresentou ao NEOJIBA um protótipo de instrumento de corda feito com plástico PVC. Desde então, os luthiers do NEOJIBA lideram o trabalho de pesquisa para o aprimoramento desta técnica de construção de instrumentos sinfônicos a partir da matéria-prima do plástico, sob a consultoria do luthier suíço Andre-Marc Huwyler.

 

Na segunda etapa do projeto, as duas oficinas têm como meta a fabricação de 120 instrumentos sinfônicos de cordas, a partir de canos de PVC. Além de violinos e violas de diversos tamanhos, produzidos na primeira fase do projeto, o próximo passo é desenvolver os estudos para fabricação de violoncelos e contrabaixos a partir de canos de PVC.

 

“Além de fortalecer nossa parceria com o NEOJIBA, o Atelier oferece novas perspectivas de inclusão no mercado de trabalho para nossos adolescentes e jovens, que vivem em situações de grande vulnerabilidade social”, avalia Flávia Rosemberg, líder do CESA, núcleo das Obras Sociais Irmã Dulce que atende 700 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

 

O diretor geral do NEOJIBA, Ricardo Castro, sinaliza que a proposta central é promover a acessibilidade à formação musical. “Os instrumentos que serão produzidos em Simões Filho serão usados para as atividades de iniciação musical nos nossos núcleos e no projeto NEOJIBA nos Bairros. Será uma oportunidade para oferecer a mais crianças acesso a instrumentos musicais”, ressalta o maestro.

 

Os instrumentos feitos com cano PVC têm maior durabilidade em decorrência da resistência à umidade, maior resistência a impactos físicos e menor custo de manutenção. Além de serem fabricados com matéria-prima reutilizável.

 

Atividade de Capacitação

O Atelier de Lutheria de Plástico também se configura como espaço de pesquisa e experimentação no desenvolvimento de alternativas de acesso a instrumentos, para além daqueles convencionais. Um workshop com esta finalidade está agendado para a semana dos dias 24 a 28 de Novembro, quando o Atelier de Lutheria de Plástico recebe o multi-instrumentista e luthier, Fernando Sardo. O músico irá ministrar oficinas de fabricação de instrumentos alternativos para coordenadores e jovens aprendizes de luteria de Salvador, Simões Filho e Angical e para educadores e alunos de projetos musicais de Simões Filho e Camaçari. Um total de 15 multiplicadores serão qualificados através desta oficina.

 

O luthier paulista, Fernando Sardo, realiza oficinas de música e lutheria desde 1989, oferecendo ao público infanto-juvenil e adulto oportunidade de construir e tocar seus próprios instrumentos de forma criativa, crítica e reflexiva. O artista estimula o aprendizado da música e da ecologia, ao trabalhar com matérias-primas alternativas orgânicas e também sintéticas, criando instrumentos e esculturas sonoras, que produzem uma grande variedade de timbres e sonoridades.

 

Para o gerente de Relações Institucionais da Braskem na Bahia, Helio Tourinho, o fomento à formação musical através da reutilização do plástico PVC é um projeto que merece destaque. “Faz parte da política de Responsabilidade Social da empresa patrocinar e apoiar iniciativas e ações inovadoras como a Orquestra Plástica, que alia educação e música com o propósito de melhorar a vida das pessoas através de soluções sustentáveis do plástico e da química”, ressalta o gestor.

 

Histórico

O projeto Orquestra Plástica teve início em 2014, após dois anos de pesquisa realizada pelos luthiers Andre-Marc Huwyler, David Matos, Alan Jonas e Natan Paes. O trabalho é manual e tem como base a lutheria convencional de instrumentos de madeira. “Conseguimos melhorar o protótipo e chegar até a uma versão utilizável. As técnicas de produção também estão bem desenvolvidas. O desafio agora é identificar uma matéria-prima mais leve e, ao mesmo tempo, acessível.”, avalia o luthier suíço, Andre-Marc Huwyler.

 

As atividades previstas para o segundo ano de realização do Orquestra Plástica buscam aprimorar as técnicas e a pesquisa, para reduzir o custo de produção e criar condições mais favoráveis à fabricação dos instrumentos sinfônicos de plástico. “O que encarece o nosso violino são os acessórios. Estamos na fase final da criação deles. Já tivemos algum sucesso e em breve teremos um violino 80% em plástico”, informa  Alan Jonas, luthier do NEOJIBA e resposável pela coordenação técnica e pedagógica do projeto.

 

Outro braço da segunda etapa é a realização de estudos de viabilidade e replicabilidade do projeto, para transformá-lo em um negócio social.  “A utilização das unidades já construídas, mesmo que interna, mostra o potencial do instrumento”, sinaliza Beth Ponte, diretora institucional do NEOJIBA.

 

Sobre o NEOJIBA

Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA tem por objetivo promover o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletiva. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro. 

 

Sobre a Braskem

Controlada pela Organização Odebrecht, a Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, com volume anual de 16 milhões de toneladas, incluindo a produção de outros produtos petroquímicos básicos. Com faturamento de R$ 53 bilhões, é a maior produtora mundial de biopolímeros – polietileno derivado do etanol de cana-de-açúcar (Plástico Verde), com capacidade de 200 mil toneladas anuais.

 

Com o propósito de melhorar a vida das pessoas, criando as soluções sustentáveis da química e do plástico, a Braskem atua em mais de 70 países, conta com cerca de 8 mil integrantes e opera 36 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA e Alemanha. Lidera ainda a construção de um complexo industrial petroquímico no México, em parceria com a mexicana Idesa, cujo investimento é avaliado em R$ 15 bilhões.

 

Sobre a Escola de Irmã Dulce

Núcleo de educação da OSID, o Centro Educacional Santo Antônio (CESA) foi fundado em 1964 por Irmã Dulce. Localizada no município de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, a unidade nasceu como um orfanato no qual a freira baiana abrigava meninos sem referência familiar. Em 1994, tornou-se uma escola em tempo integral, com foco na qualidade do ensino básico, sendo hoje uma referência na adoção de boas práticas de gestão alinhadas com princípios de excelência na área educacional. Em parceria com as Secretarias de Educação do Estado da Bahia e do Município de Simões Filho, o CESA atende cerca de 700 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Com um modelo de ensino que engloba desde a educação infantil até o nono ano, o Centro oferece ainda acesso à arte-educação, inclusão digital, iniciação profissional, atividades esportivas, assistência odontológica, alimentação, fardamento e material escolar gratuitos.

 

 

SERVIÇOS

Inauguração do Atelier de Lutheria Plástica do NEOJIBA

Data: 12 de Novembro de 2015 (quinta-feira)

Horário: 10 horas

Local: CESA (Centro Educacional Santo Antônio)

Avenida Engenheiro Walter Aragão de Souza, SN – Centro

Simões Filho - Bahia

 

Oficina de Lutheria Experimental:

Professor: Multi-instrumentista e luthier, Fernando Sardo.

Data: 24 a 28 de Novembro de 2015

Local: CESA (Centro Educacional Santo Antônio)

OBS: Esta oficina é fechada para o público interno do projeto.

 

 

 

 

 

MAIS INFORMAÇÕES

Christiane Sampaio - Coordenadora de Comunicação

Instituto de Ação Social pela Música – IASPM

Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia - NEOJIBA

Celular: (71) 9223 0026 - Telefone: (71) 3032 1073 ou 3032 1093 (Ramal 27)

christiane.sampaio@neojiba.org

www.neojiba.org

 

 

 

 

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

  • YouTube - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Facebook - White Circle